Presidente e primeiro-ministro são-tomenses lamentam falecimento de Almeida Santos

Politica 25 de Janeiro de 2016 Vitrina O presidente são-tomense, Manuel Pinto da Costa e o Primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada lamentaram hoje ao falecimento de Almeida Santos, antigo presidente da assembleia da república portuguesa.

Em mensagem enviada ao seu homólogo Aníbal Cavaco Silva, o chefe de estado são-tomense considera Almeida Santos “um anticolonialista convicto que viu o seu destino ligado a resistência à ditadura, descolonização e edificação do Estado Democrático de Direito”.

“Transmitiu sempre a sua densa e admirável cultura humanístico jurídica que fez do mesmo um incontornável legislador da liberdade e acima de tudo um Homem-Grande na verdadeira aceção africana do termo”, diz Pinto da Costa.

O estadista são-tomense diz ainda na missiva que “os são-tomenses têm para com Almeida Santos uma enorme divida de gratidão pelo seu desempenho nas negociações do Acordo de Argel, etapa derradeira no processo que conduziu a independência de nacional”.

Pinto da Costa expressa ao povo português e ao partido socialista o testemunho do pesar e solidariedade do povo são-tomense e do seu próprio.

Por seu lado, o primeiro-ministro Patrice Trovoada diz ser “com grande pesar que recebemos a notícia do falecimento” de Almeida Santos.

“Um homem extraordinário, um político de referência, um dos grandes legisladores que construiu o Estado de Direito democrático após o 25 de abril de 1974 em Portugal”, considera Patrice Trovoada.

O governante são-tomense tem Almeida Santos como “uma pessoa de uma vasta sabedoria, um combatente pela liberdade dos povos da língua portuguesa e um político que granjeou em toda a CPLP uma grande simpatia”. M. Barros

Voltar 

 

 

 

 

"Vitrina", Propriedade da PRESSCO, Lda., Sociedade de Prestação de Serviço nas Áreas da Comunicação Social - Contribuinte nº

199150 - S. Marçal - S.Tomé - RDSTP,  Cx. Postal  628 - Telm: +239 990 33 30

diariovitrina@hotmail.com  / Webmaster HSA