Banco Africano de Desenvolvimento moderniza agricultura

 e pescas de São Tomé e Príncipe

Sociedade 24 de Janeiro de 2016 Vitrina O Programa de Reabilitação de Infraestruturas de Apoio à Segurança Alimentar (PRIASA), financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAfD), permitiu modernizar "grande parte" da agricultura e pescas de São Tomé e Príncipe, refere hoje a instituição financeira.

Num relatório sobre os quatro anos do PRIASA, o BAfD indica que, com os 70,2 milhões de dólares (64,4 milhões de euros) disponibilizados para o período 2012/2016, foram já recuperadas estradas e construídos canais de irrigação de terrenos agrícolas, centros de armazenamento de peixe e diversas outras estruturas, bem como ações de formação a 30 associações de agricultores, 1.380 pescadores e 145 técnicos.

O setor rural, que emprega cerca de 60% da população ativa, foi o alvo preferencial do acordo assinado em 2013 entre o BAfD e o Governo são-tomense, que prevê a disponibilização de 156 milhões de dólares (143,1 milhões de euros) até 2018, distribuídos pela agricultura e pescas (45%), serviços (37%) e apoios sociais (18%).

O PRIASA, destaca o BAfD, visa apoiar as comunidades locais com infraestruturas apropriadas para que possam produzir regularmente e vender os produtos agrícolas e piscícolas em quantidade suficiente e com melhor qualidade.

Segundo a instituição financeira africana, que está ligada a São Tomé e Príncipe desde 1978, o PRIASA tem impacte direto em mais de 10.000 beneficiários, quase metade mulheres que desempenham um papel essencial no processamento dos produtos e na organização do mercado. M. Barros

Voltar 

 

 

 

 

"Vitrina", Propriedade da PRESSCO, Lda., Sociedade de Prestação de Serviço nas Áreas da Comunicação Social - Contribuinte nº

199150 - S. Marçal - S.Tomé - RDSTP,  Cx. Postal  628 - Telm: +239 990 33 30

diariovitrina@hotmail.com  / Webmaster HSA